domingo, 29 de março de 2015

viagem ao centro de mim


Fazia tempo que eu não criava playlist quando Taís propôs o desafio "Minha vida em 10 músicas". Esses desafios são tão internet-moleque do começo dos anos 2000 que eu topei para lembrar um pouco a época em que conexão só de fim-de-semana e ocupando o telefone - uma época em que o celular era coisa rara, e maravilhosa se tinha o jogo da cobrinha. Chamei a playlist de egotrippin' porque, no caso, se trata mesmo de uma viagem para dentro de mim (o problema das egotrips, porém, é que tem gente que vai e meio que esquece de voltar; torçamos para que não seja o meu caso). O play tá logo aqui e as explicações vem a seguir.


Uma música que te lembre um momento bom
Love Today - Mika

O ano é 2010 e o evento é meu primeiro e único festival de música. O grande responsável por eu comprar o ingresso foi o cantor nascido no Líbano e criado na Inglaterra Mika. Eu e meus amigos chegamos meio cedo, comemos, demos uma volta pelo parque de diversões. Fomos para o palco e, aos poucos, fomos chegando perto da grade. O que para uma pessoa de 1m55 pode ser considerado o supra-sumo da sorte. Logo depois do show do Of Montreal, começou um buchicho na nossa frente, com equipes da produção. E de repente eu tinha sido uma das escolhidas (no caso a última) a poder dançar no palco com o Mika. Naquele momento as minhas definições de sorte foram atualizadas. É ridículo parar em cima de um palco usando uma máscara de coelho com um vestido de noiva que cabe duas de você? Talvez. Já superei esse momento da vida? Possivelmente não.

Uma música que defina a sua vida
Bárbara - Chico Buarque

A explicação para eu me chamar Bárbara vem da música composta por Chico Buarque. Além dessa, ele também compôs "Cala a boca, Bárbara", ambas para a peça Calabar. Cada vez que escuto e que penso na letra, sinto que há, sim, muito de mim nela e dela em mim. Peguei pesado e coloquei a versão ao vivo de Chico com Caetano.

Uma música que te faz dançar na balada
Lisztomania - Phoenix

Talvez 2010 tenha sido um grande ano para minhas descobertas musicais porque, desde lá até hoje, cada vez que ouço essa música do Phoenix nas baladas da vida, eu danço loucamente e não duvido que já tenha gritado uma ou outra vez ~minha música~ no meio da pista.

Uma música que foi tema de algum relacionamento
A minha menina - Os Mutantes

Eu sei que a ideia é relacionamento amoroso e blablablá, mas eu vou pegar o primeiro desvio logo depois da rotatória e falar que essa é a música que sempre me faz pensar em Brunna. E me aquece o coraçãozim lembrar que já pudemos ouvi-la ao vivo tanto com uma formação d'Os Mutantes, como com o Jorge Ben Jor cantando no parque.

E vou dizer pra todo mundo
Como gosto dela

Uma música que sempre te faz chorar
Por enquanto - Cássia Eller

Não é como se eu chorasse ouvindo alguma música, mas não é como se eu não tivesse que me segurar um pouco para evitar lágrimas com essa daí. Eu vivo fazendo piadinha começando com o refrão "Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar..." porque passamos a vida chegando a acreditar em altas coisas que apenas não acontecem ["Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar / que ia dormir oito horas por noite depois de formados"]. Mas essa versão de Acústico Cássia Eller configura um tipo de covardia.

Uma música que seria toque do seu celular
Bucky Done Gun - M.I.A.

Toque de celular para mim é um troço que nem existe de tão incômoda. Fingindo que eu seria capaz de superar isso, acho que o toque ideal no momento seria M.I.A. O problema, porém, seria não atender por estar muito ocupada curtindo o batidão.

Uma música que você gostaria de tatuar
Cactus tree, Joni Mitchell

Precisa explicar o óbvio ou pulamos pra próxima faixa? Joni Mitchell é uma pessoa que eu gostaria de tatuar em mim, sim. A obra inteira, as entrevistas. Daí ela inventou de ter essa música chamada Cactus tree, do seu primeiro álbum, de 1968. A letra conta a história de uma mulher que está ocupada sendo livre enquanto homens a buscam através de montanhas, rios, por cartas. Ela os ama quando os vê, mas eles a perdem quando a seguem. O coração dela está cheio e oco, como o cacto. Um dia, caí num texto da Rookie que falava sobre a Joni e a autora passa uns bons parágrafos falando exatamente dessa música. A análise foca em como o fato de "estar ocupada sendo livre" não faz a personagem exatamente feliz. Essa música e "Bárbara" poderiam dar as mãos e sair pelo mundo explicando a minha existência até o presente momento.

Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém
Seres extraños - Perota Chingó

Não tenho paciência para relacionamentos caóticos (o que não quer dizer que não tropece e me esborrache neles até conseguir levantar e falar "opa, caótico pa' caramba") e nesses tempos essa música da banda Perotá Chingó tem me passado a sensação de que é isso. Dar amor e receber amor, bem simples, bem de buenas.

Uma música que você está viciada agora
These Days - Nico

Questões. Apenas muitas questões. E silêncio. E o caminho que essa música fez para chegar até mim.

Uma música que faz as pessoas lembrarem de você
Pies descalzos, sueños blancos - Shakira

É da fase morena da jovem Shakira em espanhol, mas espero que na verdade lembrem de mim com qualquer Shakira, com qualquer cabelo, em qualquer idioma, com dancinha de quadril ou com o violão em versão acústica. Só isso.

2 comentários:

  1. Curti a playlist, tem músicas que nunca ouvi e já gostei :D

    ResponderExcluir
  2. Phoenixxxx, vamos arrasar dançando hehe

    Um abraço, Mundo da Fani
    <3

    ResponderExcluir