domingo, 22 de fevereiro de 2015

la esperanza adelante y los recuerdos detrás



Hoje ela embarca para a Alemanha. O que eu tinha para dizer vai em carta, num envelope lacrado, com o nome Dossiê A gente cria os amigos para o mundo. Poucas coisas tem sido mais certas do que isso nos últimos tempos. Como diz a tradução que Vivian fez de Blackbird: "Passarim preto cantando na calada da noite pega essas asa quebrada e aprende a voar/Toda sua vida cê só tava esperando por esse momento pra raiar". De antemão, pra quem ainda não viu esses vídeos, peço desculpas pela minha inabilidade de entrar no ritmo das músicas e pelo microfone que fez os agudos estourarem lindamente. O que vale, no fundo, é a buena onda da situação. E los recuerdos que ficam.






 



Um comentário: