quinta-feira, 28 de novembro de 2013

o tanque que a vida é


Não pude evitar reparar que no Dia da Consciência Negra, a maior parte dos que viam o show de Zélia Duncan (com Rappin Hood, Anelis Assumpção e Tulipa Ruiz) eram brancos e que, perto de nós, um senhor negro procurava latas de alumínio no lixo. Eram negros também os vendedores ambulantes que tiveram as mercadorias apreendidas por guardas civis metropolitanos (um deles, negro também). Não pude evitar lembrar de Elza e lamentar que tem gente que não ouve o que ela diz.

Por isso que quando alguém questiona a importância desse dia, tenho vontade de que o chão se abra sob mim e me engula. Como isso nunca acontece, respiro fundo e desejo que, para além do dia de sol, dos amigos reunidos no parque, da caipirinha grátis e do grupo lindo de maracatu, haja esse incômodo, que desvele o racismo de todo dia. Que todo Vinte de Novembro seja um dia político, mais do que qualquer outra coisa.

















Zélia Duncan - Noite torta

7 comentários:

  1. Lindeza de post Babi.. como sempre né. sempre sensível e coerente.

    Adorei vc ter fotografado e ter estado numa apresentação d maracatu. isso a´´i por SP eh dificil d ver? pq aqui na lapa no rio, temos toda quinta feira aula da fundiçao progresso ai as meninas dançam as vezes na rua mesmo... minha amiga faz lá e ate fiquei bobinha vendo suas fotos pq lembrei da saia q eu costurei pra ela dançar. tenho ate foto no facebook se vc quiser ver hahhahah sou toda orgulhosa.

    ResponderExcluir
  2. Parece que a consciência tem sido pouco explorada pelos negros. Caberiam mais agitos, movimentação... no dia a dia, mais que num dia só.

    ResponderExcluir
  3. A mistura é o que tem de bonito nessas fotos. Porreta de texto, menina!

    ResponderExcluir
  4. Costumo dizer que sou branca, heterossexual e tornei-me feminista depois de casada. Entretanto, respeito muito datas como a Consciência Negra (que é uma consciência a ser aplicada TODOS OS DIAS, exatamente TODOS) e também homossexuais e toda a turma GLS (que é uma turma que adoro e, quando estou com eles, rindo com eles e lutando com eles e por eles, me sinto em casa).
    Você foi uma das poucas a captar a essência do que realmente acontece quando estamos comemorando o fato de existir um dia para a Consciência Negra. É muito lindo ter uma festa, mas é muito feio ainda negar oportunidades para pessoas negras e de baixa renda. Nesse sentido, o Brasil me envergonha muito.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Me irrita ter que ter um dia para tal, quando deveria ser algo natural. Pior ainda quem questiona de forma ofensiva...

    Adorei as fotos!

    ResponderExcluir
  6. Estive lá! Só cheguei depois que tudo acabou... Concordo em tudo, tanto que nem sei mais o que comentar, além das lindas imagens e das lindas palavras atentando pra tudo. Precisamos de consciência sim, não importa quantos estejam contra e esbravejem bobagens por aí.

    ResponderExcluir
  7. ai, babi... me abraça? mas assim, me abraça forte!
    você é das pessoas mais sensacionais e talentosas que já tive a felicidade de conhecer. eu tô apaixonada. <3
    sualinda.

    ps: o que é essa sua amiga de blusa curta triangular? digo, pra que tanta beleza, sabe? abusada! hahahahaha <333

    ResponderExcluir