quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

vinte-e-poucos


Faço o tipo ansiosa e com a aproximação da viagem minha cabeça começou a se preencher de gavetas com categorias "coisas feitas" e "coisas a fazer". De última hora a universidade me presenteou com uma nova categoria: a de coisas-com-as-quais-eu-não-precisava-me-preocupar-mas-agora-preciso. Assim, toda a ansiedade espalhada pelo meu corpo foi devidamente retirada das minhas células e acumulada em algum canto do meu ser com uma densidade que eu não merecia. Quando percebi isso, resolvi que era hora de entrar na gaveta interna das coisas-banais-pra-me-preocupar-pra-ver-se-desencano-um-pouco.

Dia 26 fiz 23. Foi a coisa banal mais importante da vida para me preocupar esse mês. Era preciso descobrir como manter amigos tão diferentes bem juntos, como matar de antemão a saudade que sentirei deles, como fazer uma playlist que não nos animasse demais nem nos colocasse reflexivos em demasia (fui muito ajudada nesse quesito pelas primeiras mixtapes da Irena Freitas). Também aproveitei pra descobrir como fazer com cartolina esses negocinhos divertidos pra tirar fotos em festa, como fazer flores de crepom sem ir parar no ranking da vergonha. Minha sorte é que o bolo ficou visualmente agradável e que a essa altura é apenas uma lembrança de um bolo que deveria ficar vermelho e saiu marrom e que deveria ter gosto de chocolate mas parecia um cural de milho verde. É por puro amor à persistência que eu continuo me aventurando na cozinha.


Além da presença de toda uma gama de gente linda, ainda ganhei alguns presentes. Dois deles devidamente lidos: o livro A coisa perdida, escrita por Shaun Tan, matéria-prima do curta-metragem de animação vencedor do Oscar de 2011, e Bonjour, que são as primeiras tiras do Liniers, antes do Macanudo. Fiquei tempos admirando as ilustrações do primeiro livro e essa é a real vantagem do impresso sobre a versão animada, a contemplação irrestrita e, assim, o prolongamento da ação na narrativa. Bonjour, li no transporte público nos primeiros dias dessa semana. Com o constrangimento de querer rir sozinha com algumas das idéias do cartunista argentino que mais me encanta atualmente. Para completar minha felicidade, Brunna me deu um desenho e eu adoro os desenhos dela!

Estar assim tão rodeada de gente querida só me leva à concordância com Carlos Drummond de Andrade: tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo.


9 comentários:

  1. Eu vi a gente virando gente grande. Fiquei feliz.....






    E um tantinho assustado!

    Longa vida, minha amiga!
    Se dizem que viajar é algo que rejuvenesce, desejo que volte adolescente =]

    Beijo Grande

    P.S: Já tentei postar esse comentário, como não sei se foi posto de nove com breves correções!

    ResponderExcluir
  2. Aaahhh... então era pra isso que você tava tentando um bolo vermelho? Hehehe!

    A decoração ficou linda... simples e linda!

    Delicinha de festa, com certeza vou pensar em algo assim pro meu próximo aniversário! :)

    PARABÉÉÉÉNS! Também faço 23 esse ano! :D

    ResponderExcluir
  3. Combinou tudo com o seu vestido. Ei, você usa alguma Action nas suas fotos? Gosto das cores delas. Ah, e você viu o meu comentário sobre o Analógico Tropical no outro post?

    https://www.facebook.com/analogicotropical

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a decoração!

    Feliz aniversário atrasado. =p

    ResponderExcluir
  5. Esse ano fiz 21 e como eu queria ter estado cheia de amigos em volta! Aqui onde moro os condominos sao super chatos e nao deu pra fazer festinha em casa...

    adorei sua decoração, as bandeirinhas sao a sua cara e as flores vermelhas a minha! hahaha nao sei se vc viu mas la no blog tem um tutorial de flor de papel, vc chegou a ver? é bem bonitinho e fácil tb *---*

    esse gif no final do post me ganhou, deu vontade de ter participado das fotos.. e fica tranquila, vai dar tudo certo na viagem. imagino q vou ficar assim quando, enfim, eu conseguir me mudar pra SP

    ResponderExcluir
  6. Feliz aniversário atrasado!

    Adorei as fotos!

    ResponderExcluir
  7. Esses lacinhos estão muito lindinhos. :)
    É muito difícil manter qualquer tipo de relação quando uma grande mudança acontece nas nossas vidas. Cada um vai pra um lado, tem coisas mais importantes pra lidar e muitas amizades, infelizmente, se tornam secundárias. A gente faz o que pode, aproveita e festeja como lembrança ao tempo que vivemos. E isso é difícil, muito difícil.

    http://www.paleseptember.com

    ResponderExcluir
  8. Sua festa ficou a sua cara! Achei a idéia dos acessórios de cartolina demais e tem alegria explodindo desse gif!

    Boa sorte aí na preparação da vaigem. Se te consola, a USP depositou minha bolsa da China, apenas NO DIA DO EMBARQUE e mesmo assim deu tudo certo. Deu até uma adrenalina a mais! haha

    E quando voltar, seu lugar no sofá da sala é garantia da casa, viu?


    Beijo e feliz parabéns atrasado. ;)

    ResponderExcluir
  9. Se fosse possível fazer uma associação cinematográfica, pra mim seria Toy Story. Cada um dos que conheci ainda muuuuito jovens hoje é um profissional. E aposto que a caixa de brinquedos está sempre preparada para ser reaberta.

    ResponderExcluir